Métodos Alternativos para Emagrecer: Yoga e Pilates

Blog Inbeauty Day

17 jul

Como métodos alternativos podem te ajudar a alcançar o equilíbrio

Cada corpo é único. Ao longo da nossa vida, passamos por processos profundos de transformação em todos os níveis: físico, mental, psíquico, emocional, espiritual e energético. A cada fase da nossa história, vamos registrando acontecimentos e nossa máquina vai se adaptando para sobreviver, igualzinho a Teoria de Darwin, lembra? O estudo do naturalista inglês dizia que os organismos que melhor se adaptam ao seu ecossistema têm mais chances de sobreviver do que os que menos se adaptam. Consequência disso: perpetuação da espécie.

Seria esse o próximo passo da evolução humana? O que Darwin pensaria disso?

Se levarmos em conta o pensamento desse grande teórico, podemos dizer que ao longo da vida, nosso corpo, instrumento de sobrevivência, vai se modelando às situações com o objetivo de sobreviver.

 

Do ponto de vista da mente…

…podemos pensar que todas as nossas ações são motivadas por estímulos previamente registrados. Um exemplo simples é, por exemplo, quando uma criança pequena leva uma mordida de um cão. Por muitos anos, talvez pela vida toda, essa mesma criança (já adulta) vai sentir algum desconforto (até medo) dos amigos caninos. Essa perspectiva pode ser pensada a níveis mais profundos, como traumas decorridos de relações interpessoais e as consequências desses registros em nossas vidas.

Você deve estar se perguntando: o que tudo isso tem a ver com os métodos complementares e se eles realmente funcionam, certo?!

Bom, vejamos. Se nossa mente registra tanta coisa, nosso corpo faz o quê? A mesma coisa. A orquestra corpo e mente é regida pelo mesmo mestre: o cérebro. Enquanto a mente tem o papel de sentir e pensar, o corpo tem a missão de agir e colocar em prática tudo o que pensamos. É a única ferramenta que é realmente nossa e, por isso, deve ser muito bem cuidada.

 

Do ponto de vista do corpo…

… da mesma forma que a mente, o corpo também guarda as informações e se adapta à situação. Um exemplo brilhante disso são os atletas paralímpicos, que rompem todas as barreiras, tanto as do corpo como as da mente (as sociais também!) e dão show de habilidades que deixam qualquer pessoa sem deficiência de queixo caído. Sem falar na persistência e na disciplina, mas esse assunto fica para um próximo momento. 😉

 

Tudo isso para dizer que…

…corpo e mente são indissociáveis, ou seja, não podem ser pensados, vistos ou desenvolvidos separadamente. O que um pensa o outro faz e vice-versa. No caso do atleta com deficiência física, por exemplo, se sua mente não tiver superado todos os traumas (que tendem a ser bem mais sérios do que uma mordida de cachorro), os medos e as dúvidas sobre sua própria capacidade, ele jamais vai ultrapassar os limites do corpo.

 

Se corpo e mente trabalham juntos…

…podemos supor que métodos integrativos – yoga, pilates e acupuntura – podem ser grandes aliados na corrida rumo ao corpo saudável? SIM! Com certeza, sim e vamos explicar o que cada um deles pode proporcionar a sua mente e ao seu corpo.

ATENÇÃO, SPOILER: os resultados dessa combinação trazem benefícios que vão muito além do que você imagina. Métodos alternativos para emagrecer, cuidar da mente e se desenvolver espiritualmente. 

 

Yoga

A prática surgiu na Índia há cerca de 5 mil anos. O nome vem do sânscrito, e significa união, pois integra corpo e mente. Sugestivo, não?! Pois é! O yoga é excelente para a saúde, pois seus exercícios consistem, basicamente, em:

  • respiração (pranayama):  melhora a oxigenação celular, a pressão sanguínea, redução do estresse, da ansiedade, da insônia e controle emocional;
  • posições específicas (ásanas): trabalham o fortalecimento muscular, a correção de postura, a queima de gordura, a consciência corporal e vitalidade;
  • meditação (dhyana): clareza mental, melhora do sono, diminuição da ansiedade, controle emocional, melhora a memória, retarda o envelhecimento;

Curiosidade: Sabia que meditação em japonês é zen? Nós já sabíamos o significado, mas a origem foi uma surpresa. Vivendo e aprendendo. 😉

A combinação é poderosa na manutenção da saúde, sendo grande aliada no controle da diabetes, hipertensão, dor nas costas, alívio de dores decorrentes de artrites, melhoria nas condições gástricas, controle da asma e bronquite e, também, na perda de peso saudável.

Importante dizer que o yoga, mesmo estando relacionado a religiões indianas, não é uma prática religiosa. Você não precisa ser hindu ou budista para fazer yoga. Você só precisa estar aberta(o) a se desenvolver de maneira integral, expandir a consciência e ultrapassar as barreiras físicas. Os resultados, como antecipamos há pouco, beneficiam relações pessoais, de trabalho e o relacionamento interior, trazendo consciência e presença em tudo. É recomendado para todas as idades e não há contraindicações.

Resultado: uma pessoa mais plena, feliz, satisfeita e com muito mais energia para produzir e realizar.

Este vídeo explica de uma forma muito clara e divertida um pouco mais sobre essa arte. Clique para assistir:

 

Pilates

O método surgiu na década de 1920 com o alemão Joseph Pilates, que encarou as debilitações físicas como uma grande desafio a ser superado. Quando criança, Joseph sofria era raquítico, sofria de asma e de febre reumática, mas não deixou as dificuldades impedirem-no de estudar a melhora da própria condição física. Despretensiosamente, iniciou um caminho de pesquisa e descobertas acerca do corpo de maneira autoditada. Mal sabia que viria a ser uma das referências nas medicinas complementares contemporâneas. Adulto, Joseph praticou diversos esportes e ganhou notoriedade como ginasta e mergulhador.

Como faz?

Com base em exercícios físicos de alongamento, o método utiliza o peso do próprio corpo para ser realizado. Consiste na reeducação do movimento de um ponto de vista global para traballhar o corpo inteiro, trazendo equilíbrio muscular e mental, sendo o ênfase do trabalho a estabilidade para os músculos do core, abdômen, coluna e pelve. É um mix de força e flexibilidade que traz benefícios para:

  • a postura: correção de transtornos posturais por meio do alongamento, tornando natural o alinhamento da coluna, isto é, sem que seja necessário fazer um esforço para mantê-la alinhada.
  • a flexibilidade e tonificação dos músculos: melhora no desempenho físico, menor risco de lesões, redução de dores musculares e nas costas, aumentos do fluxo sanguíneo e maior nutrição muscular e melhora na coordenação motora.
  • consciência corporal: movimentos conscientes e espontâneos, controle, fluidez e precisão em qualquer atividade.

 

Dependendo do objetivo do praticante, o método também pode (e deve) ser combinado com outros hábitos visando a queima de gordura, fortalecimento muscular e, consequentemente, benefícios que vão muito além do físico (como no yoga).

 

(Re)estabelecer o equilíbrio

Associar a saúde mental à física é tão vital que, atualmente, é praticamente impossível pensar em qualidade de vida e não considerar esse fator. O corpo e a mente, quando trabalham juntos, potencializam o homem, enaltecendo suas qualidades e direcionando o foco da sua energia ao que realmente traz resultados, eliminando distrações. Uma pessoa com corpo e mente equilibrados apresenta um grau de produtividade, controle emocional e desempenho muito mais avançados do que uma pessoa que visa somente um, ou nenhum dos dois. É um “sintoma de evolução aguda” que vem contaminando quem está disposto a dar um passo a mais no caminho da evolução.

E aí, você está pronta? Quem sabe não seja essa a nova variável que vai determinar sua adaptação à nova realidade e, consequentemente, garantir a sobrevivência da sua espécie?

Gostou do texto? Tomara que sim! 🙂 Se quiser receber nossos conteúdos direto na sua caixa de email, cadastre-se aqui, no fim da página.